Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > UEL recebe posto de atendimento para inscrição de alunos no Programa de Transporte Escolar
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

UEL recebe posto de atendimento para inscrição de alunos no Programa de Transporte Escolar

Estrutura que começou a funcionar nesta segunda-feira (12) têm atividades até o dia 27 de abril

  • Escrito por Assessoria de Imprensa - CMTU

Começou a funcionar, na manhã desta segunda-feira (12), o posto de atendimento da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) exclusivo para os alunos da Universidade Estadual de Londrina (UEL) com direito à isenção de 50% e 100% na tarifa do  transporte coletivo.

Viabilizada por meio da concessionária TCGL, a estrutura funciona no prédio do Serviço de Bem Estar à Comunidade (Sebec), no campus universitário. O cadastro no local, voltado tanto aos estudantes que já possuem o cartão de ônibus quanto para os que ainda não têm o dispositivo, pode ser feito até o dia 27 de abril, das 8h às 17h.

Para realizar a inscrição no Programa de Transporte Escolar Municipal (PTEM), o interessado deve fornecer declaração de matrícula ou grade curricular, bem como o formulário de solicitação de créditos escolares preenchido e assinado pela universidade.

Para comprovar que o beneficiário mora a no mínimo 1,5 km da instituição de ensino, também é necessária a apresentação de comprovante de residência em Londrina, que deve estar no nome do estudante ou dos pais.

Outro requisito é a entrega de uma cópia da Certidão de Nascimento ou do RG, além do CPF. O modelo de documento para pedido dos passes está disponível para impressão no site da CMTU, no endereço no endereço www.cmtu.londrina.pr.gov.br.

Locais - Segundo o gerente de Transportes da CMTU, Wilson de Jesus, o posto na UEL foi montado em função da grande de quantidade de usuários da instituição. “Trata-se do maior centro acadêmico de Londrina, que reúne mais de 18 mil universitários. Devido ao elevado público, decidimos levar o atendimento para dentro da instituição”, explicou.

Para os alunos que ainda não têm o cartão, a requisição pode ser feita tanto no Sebec quanto na Loja de Créditos da rua Quintino Bocaiúva, nº 351, no centro da cidade. A diferença é que, na UEL, a retirada do dispositivo ocorre no dia útil posterior à solicitação, enquanto na Quintino o passageiro deixa o posto de cadastro com ele em mãos.

Além destas opções, os interessados ainda podem realizar o procedimento em outros guichês da TCGL, distribuídos no piso intermediário do Terminal Central, no 1º andar do shopping Royal Plaza, no Super Muffato da avenida Duque de Caxias e na rua Quintino. Nestes pontos, no entanto, o atendimento é só para aqueles que já possuem o cartão transporte.

De acordo com Wilson de Jesus, a estrutura disponibilizada no campus da UEL visa agilizar os cadastros, diminuindo as chances de formação de filas. Como a maioria dos cursos na instituição inicia o ano letivo somente na próxima segunda-feira (19), os estudantes podem adiantar o pedido. “A indicação é que os usuários aproveitem essa semana sem aulas e se antecipem no cadastramento”, disse.

Gratuidade integral na tarifa – De acordo com a Lei 12.641/2017- que instituiu o Programa de Transporte Escolar Municipal (PTEM) em Londrina, têm direito à isenção integral no valor do bilhete de ônibus os estudantes de graduação que comprovarem inscrição no Cadastro Único (CADÚnico) e em ao menos um dos programas sociais ofertados pelos governos federal, estadual ou local em que seja obrigatória a confirmação de renda.

Estes educandos devem comparecer, primeiramente, ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da região onde residem ou a algum outro órgão da Secretaria Municipal de Assistência Social. No atendimento, precisam solicitar a folha resumo do CADÚnico, que precisa ser entregue durante o cadastramento na TCGL devidamente preenchida e assinada pela assistente social responsável.

Já o comprovante de inscrição em benefício deve ser emitido junto ao responsável pela administração do cadastro, como a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social do Paraná, por exemplo. Os alunos que não cumprem estes requisitos têm acesso, automaticamente, à meia passagem.

Registrado em:
Fim do conteúdo da página