Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CMTU intensifica fiscalização das faixas de pedestre em Londrina
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CMTU intensifica fiscalização das faixas de pedestre em Londrina

Objetivo da medida é aumentar a sensação de segurança e coibir o desrespeito contra a parcela mais sensível do trânsito

  • Escrito por Assessoria de Imprensa - CMTU

blitz.maio.amarelo.D2Após realizar diversas blitze educativas da campanha “Olhe e Sinalize” desde a última quinta-feira (3), a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) deu início a uma série de ações voltadas, exclusivamente, à fiscalização das faixas de pedestres.  

Nesta terça-feira (8), o patrulhamento especial foi desenvolvido na avenida Bandeirantes e na Higienópolis, na altura da rua Riachuelo. Amanhã (9), deve se repetir na Avenida Rio de Janeiro com a Benjamin Constant, na São Paulo com a Piauí e na Rua Piauí com Rio de Janeiro, área central da cidade.  

O objetivo da iniciativa, que integra a programação do Maio Amarelo em Londrina, é trazer mais segurança para quem anda a pé e inibir o número de infrações cometidas contra a parcela mais sensível no trânsito.

De acordo com o coordenador de Educação da CMTU, Carlos Eduardo Ribeiro, o aumento na fiscalização foi precedido de várias abordagens estritamente educativas. “Desde o início do Maio Amarelo, desenvolvemos abordagens de conscientização relacionadas à importância do respeito à faixa na Saul Elkind, Tiradentes, Juscelino Kubitschek, avenida Maringá, Bandeirantes e Inglaterra. As ações atingiram um público de cerca de três mil pessoas entre condutores, pedestres e motociclistas”, contou.

Ribeiro explicou que, daqui até o final do ano, a fiscalização sobre as faixas de segurança será intensificada. “Nossa intenção é aumentar a sensação de vigilância e diminuir os índices de atropelamento na cidade. O motorista precisa entender que, em locais não semaforizados, a preferência de passagem é sempre do pedestre. Precisamos construir essa cultura na dinâmica viária londrinense”, defendeu.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deixar de dar prioridade a quem anda a pé, na faixa de segurança a ele destinada, é infração de natureza gravíssima, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Só em 2017, 26 pessoas morreram atropeladas nas ruas e avenidas do município. Entre janeiro e abril deste ano, este número chegou a 12.

Foto: Divulgação

Registrado em:
Fim do conteúdo da página